VIGILANTES DA MENGER AINDA NÃO RECEBERAM E SINDICATO TOMA PROVIDÊNCIAS

Não aceitamos proposta que só tira direitos, afirma Dias

Não aceitamos proposta que só tira direitos, afirma Dias



Até hoje, dia 14 de janeiro, os vigilantes do posto da Menger Vigilância na Secretaria Estadual da Educação estão sem receber. O sindicato já está tomando suas providências e uma notificação foi emitida para a empresa, outra para a secretaria, exigindo o imediato pagamento dos vigilantes.

Além disso, por determinação do presidente, Loreni Dias, o Departamento Jurídico foi acionado para providenciar as medidas legais, solicitando o bloqueio das faturas da empresa.

Em contato do vice-presidente, Luis Paulo Motta, com a empresa, informaram a ele que o órgão está em atraso no pagamento de faturas da Menger e que não há data prevista para depositar os salários.

O Sindivigilantes do Sul entende que a questão das faturas é um problema entre contratada e contratante. Haja o que houver, os vigilantes devem receber seus salários na data correta, sem atrasos.

Os trabalhadores têm toda a razão de estarem indignados e angustiados com esta situação. O sindicato está junto com os vigilantes e fará tudo que for necessário, como sempre, para garantir seus direitos.