Arquivo da tag: Sindivigilantes

SINDIVIGILANTES-RS COBRA DAS EMPRESAS DISPENSA DAS GESTANTES E EPI’s PARA TODOS

Não pode faltar álcool gel nos postos (Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil

Não pode faltar álcool gel nos postos (Foto: Marcelo Casal Jr./Agência Brasil



Na última segunda-feira (23), o Sindivigilantes do Sul enviou um ofício, elaborado pela sua Assessoria Jurídica, para todas as empresas de vigilância cadastradas no sindicato, solicitando medidas imediatas de prevenção ao coronavírus .

Na correspondência, o sindicato cobra das empresas a dispensa remunerada das vigilantes gestantes, que estão no grupo de risco, e EPI’s (equipamentos de proteção individual) contra o vírus para todos os demais trabalhadores.

O sindicato recebeu denúncias de que as empresas oficiadas não vêm “adotando medidas de preservação da saúde de seus empregados frente à pandemia do Covid-19, em especial de suas empregadas gestantes”.

Ele aponta que isso viola o artigo 157 da CLT, a Lei 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, o Decreto Estadual 55.128 de 19 de março de 2020 e o inciso XXII, do artigo 7º, da Constituição Federal de 1988.

“Os trabalhadores denunciaram ainda que a oficiada não vem oferecendo EPI’s para evitar a contaminação do Covid-19, a exemplo de álcool em gel 70% e máscaras faciais de proteção, além de exigir que seus empregados vigilantes façam a medição da temperatura do publico com uso de termômetros a laser os expondo a maior risco de contágio”, diz o documento.

Conforme os relatos dos vigilantes, alguns postos de trabalho estão suspendendo o atendimento ao público, sendo liberados alguns trabalhadores para ficarem em casa, sem prejuízo dos salários.

O documento afirma que, “no caso das gestantes a oficiada adotou outro posicionamento, não as dispensando e determinando que se apresentassem na base para aguardarem outros postos para assumirem e/ou mesmo para que cumpra sua jornada na base”.

Grupo de risco

Acontece que gestantes estão no chamado grupo de risco e não é plausível que as empresas ignorem isso e as mantenham no local de trabalho, enquanto outros que não estaria no grupo de risco estariam sendo dispensados.

Neste sentido, o sindicato orienta que as empresas devem “conceder licença remunerada a todas as suas empregadas gestantes, porque o risco de atividade cabe à empresa e o salário tem natureza alimentícia”.

Em relação aos demais trabalhadores que não se enquadram no grupo de risco, o sindicato alerta que compete às empresas “adotar medidas a fim de evitar o contagio do Covid-19 mediante o fornecimento de EPI’s, como por exemplo álcool em gel 70%, máscaras faciais de proteção, luvas entre outros que visem à proteção do trabalhador”.

Diz ainda que “os funcionários de segurança pessoal e patrimonial não têm por atribuição fazer a medição de temperatura do público que adentra no ambiente das empresas com as quais as empresas de vigilância mantém contrato”

Essa exigência “expõe o trabalhador a maior risco de contágio além de ser uma alteração lesiva ao contrato de trabalho em verdadeira violação a regra do artigo 468 da CLT, além de demonstrar violação a regra do artigo 157 da CLT”, conclui o documento.

O ofício finaliza orientando as empresas a adotarem, imediatamente, todas as medidas preventivas necessárias, caso não tenham sido adotadas ainda. Pede que confirmem ou desmintam as denúncias, com documentação que comprove a a implementação das providências indicadas.

Caso as empresas não respondam com a documentação solicitada, o sindicato vai encaminhar denúncia junto aos órgãos competentes, como o Ministério Público do Trabalho para as providências administrativas cabíveis ao caso.

Também vai providenciar o ajuizamento de processo judicial para defesa dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras da sua base territorial. Enquanto isso, continua a fiscalização do sindicato nos locais de  trabalho apontados em denúncias.

Estas são algumas das empresas oficiadas pelo sindicato.

AMIM
CIMDAPA
ONDREPSB
RUDDER SEGURANÇA
RUDDER SERVIÇOS
RF PRISMA
LINCE SEGURANÇA
PORTOALEGRENSE
PROSEGUR
PROTEGE
MOBRA VIGILÂNCIA
MD SEGURANÇA
MW SEGURANÇA
VIGITEC
ANCHIETA
STV
EMBRASIL
ENSEL
GOCIL
GPS
UNISERV

CORONAVÍRUS: DIRETORES VISTORIAM POSTOS CONFERINDO MEDIDAS DE PROTEÇÃO

Motta e Adão na Fase, em Porto Alegre

Motta e Adão na Fase, em Porto Alegre



Diretores e diretoras do sindicato já percorreram vários postos de trabalho dos vigilantes, a partir de denúncias ou fazendo fiscalização em locais de maior circulação de pessoas, onde os trabalhadores podem estar mais expostos ao risco de contágio pelo coronavírus.

Nesta terça-feira, os diretores Adão Ferreira da Silva e Luiz Paulo Motta vistoriaram mais alguns postos, no Aeroporto, Cais do Porto e na Lince, onde conferiram se as empresas adotaram as medidas recomendadas para proteção dos vigilantes contra os vírus.

Nestes locais, constataram que está tudo conforme as recomendações dos órgãos de saúde, com disponibilidade de álcool gel, água, sabão, entre outras medidas que foram adotadas pelas empresas.

 “Em todos os postos que percorremos o pessoal estava com gel, água e sabão e em alguns postos, como o da Lince, no Cais do Porto, alguns colegas estavam com máscara também”, disse Adão.

No aeroporto, por exemplo, conversaram com os vigilantes e não houve relato de nenhum problema em relação a isso. “Ninguém estava desprotegido todos com o EPI de higiene necessário o para o momento com o coronavírus”.

Depósito da Vivo

Também ontem eles estiveram, com a diretora Elisa Araújo e o diretor Ivo Carioca, no depósito da Vivo junto à Tgestiona, no Parque Logístico 3SB, em Nova Santa Rita, atendendo a uma denúncia.

Lá, quatro vigilantes foram dispensados do trabalho por apresentarem febre alta, dor de garganta e difiuldade respiratória.

Porém, de dois já se sabe que se trata de uma gripe forte e dos outros dois falta ainda o diagnóstico. Mas, a partir dessa fiscalização, os vigilantes do posto foram dispensados de fazer a revista nos caminhoneiros, que agora é feita por videomonitoramento. 

Equipe do sindicato, no Parque Logístico em Nova Santa Rita

Leia mais detalhes clicando neste link: http://www.sindivigilantesdosul.org.br/coronavirus-sindicato-confere-denuncia-de-vigilantes-em-deposito-da-vivo/

CORONAVÍRUS – MEDIDAS DE EMERGÊNCIA DO SINDICATO

Dias: sindicato não vai se intimidar e nem ceder por causa de represálias como essa

Dias: sindicato não vai se intimidar e nem ceder por causa de represálias como essa



Diante da situação excepcional que estamos vivendo, devido à pandemia de coronavírus, adotamos diversas medidas de emergência, que informamos abaixo. Outras medidas e ajustes vão acontecer, se for necessário. Sugestões são bem vindas, atenderemos na medida do possível.

1- A sede está fechada. O DECRETO DE CALAMIDADE do governador Eduardo Leite, publicado ontem (sexta-feira), é muito claro. só podem permanecer abertos os SERVIÇOS ESSENCIAIS. Portanto, fizemos a coisas certa!!!

2- Fechamos a sede, mas será feito tudo que for possível para atender a categoria. Os meios de contato, exceto telefones fixos da sede, continuam funcionando normalmente (Site, Facebook, Email, Whatsapp). 

Whatsapp: (51) 3225-5070
Email: contato@sindivigilantesdosul.org.br
Facebook: https://www.facebook.com/sindicatodosvigilantesrs/
Site: www.sindivigilantesdosul.org.br/

3- Inclusive, ao avisar sobre o fechamento do sindicato, divulgamos o telefone do presidente (992-974-780) e também o da funcionária Márcia  (991-546-531).

4- Cestas básicas – Conseguimos reservar um lote de cestas básicas para os vigilantes. A entrega será na nossa sede, mas precisa ser agendada por telefone com o presidente Dias ou a funcionária Márcia, nos telefones acima.

Atenção: Quem não puder buscar, pode pedir a entrega em casa telefonando para a diretora Elisa Araújo: 985-837-959. A viatura está disponível para isso mas, por favor, peça somente quem realmente precisar do transporte, para que possa atender a todos os pedidos.

5- Vale-gás – O vale-gás também será fornecido no atendimento de emergência na sede, no mesmo sistema das cestas básicas. Eles serão entregues mediante o agendamento prévio com o presidente (992-974-780)  ou Márcia  (991-546-531). 

Atenção: Não deixem  para a última hora, marquem cestas básicas e vale-gás com antecedência.

6- O sindicato já tomou providências, com a fiscalização e a assessoria jurídica, quanto às denúncias que chegaram sobre vigilantes expostos a riscos de contágio e em desvio de função (como medição de temperatura).

7- Novas denúncias – Encaminhar pelos meios de sempre: Site, Email, Whatsapp, Facebook ou para as pessoas da diretoria executiva abaixo. Os demais diretores e diretoras também podem ser acionados a qualquer momento. Daremos prioridade às denúncias relacionadas com o coronavírus, ou seja, ameaças à saúde e segurança dos vigilantes. 

Loreni Dias: 992-974-780
Adão Ferreira da Silva: 991-221-717
Elisa Araújo: 985-837-959
Gérson Farias: 983-506-922
Luis Henrique Aguiar: 986-516-595

8- Convênios – Nada está funcionando, inclusive Clinicentro e Sorrir Bem fecharam as portas nestes dias, mas se algo mudar nós avisaremos. Isso reforça a importância da saúde pública e do SUS para o país, com quem mais pode contar a população nessas horas? 

9- Agradecemos o empenho e a dedicação dos funcionários e funcionárias que, de suas casas, usando seus equipamentos pessoais (computadores, tabletes, telefones, seus aposentos), continuam trabalhando e prestando serviços à categoria. Nosso muito obrigado em nome de toda a direção e demais vigilantes!

10- Foi muito triste e vergonhoso o oportunismo de quem atacou violentamente o sindicato, enquanto ainda estávamos nos organizando para essa situação totalmente nova. Disse até que não havia nenhum telefone de contato para a categoria. MENTIRA, foi publicado no mesmo aviso do fechamento da sede O TELEFONE DO PRESIDENTE, que é o  principal representante do sindicato, o responsável por tudo que acontece na entidade. Além disso, os outros meios de comunicação, Whatsapp, Email, Face e o contato pelo nosso site continuam funcionando normalmente. 

Muita coisa pode acontecer nas próximas semanas, muita coisa pode mudar, mas sempre vamos fazer tudo que for possível pela categoria, mesmo em situações extremamente difíceis como agora. É hora de muito apoio e união de todos nós, de nos ajudarmos, para vencermos juntos essa nova crise. Abraço e contem conosco.

Loreni Dias – Presidente
Sindivigilantes do Sul

ASSEMBLEIAS DA CAPITAL REJEITAM PROPOSTA PATRONAL DE “PRÊMIO ASSIDUIDADE”

Decisão dos presentes foi unânime

Decisão dos presentes foi unânime



Nas assembleias de Porto Alegre nesta terça-feira (10), realizadas de manhã e à noite, os vigilantes rejeitaram, por unanimidade, a proposta patronal de Convenção Coletiva de Trabalho que oferece somente um bônus de “prêmio assiduidade”, para quem tiver no máximo duas faltas ao trabalho, e R$ 21,00 para o vale-alimentação..

Como contraproposta, foi aprovada pelos presentes a reposição da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que ficou em 4,30% na data-base (1º de fevereiro), para reajuste dos salários e demais cláusulas remuneratórias.

Agora serão realizadas as assembleias no interior, para confirmar ou não o que foi decidido na capital. “Essa decisão é da categoria, não será minha, nem da diretoria, será de todos os que comparecerem nas assembleias”, disse o presidente do Sindivigilantes do Sul, Loreni Dias.

“A patronal está dando “ZERO” de aumento, sem nem mesmo repor a inflação, estão apresentando esse bônus de assiduidade”, explicou. “É lamentável que venham com essa proposta, acho isso um abuso da patronal”, completou o presidente.

Com o aumento pelo INPC, o salário-base iria para R$ 1.564,91 nas jornadas de 220 horas, com repercussão do índice também sobre horas-extras, adicional noturno, adicional de uniforme, periculosidade, férias, 13º, FGTS e verbas rescisórias quando acontecer demissão e outros.

A situação é muito difícil por toda parte, disse Dias. Os vigilantes da Bahia, inclusive, estão no segundo dia de greve, enquanto outras categorias também estão entrando em greve ou declarando estado de greve. É o caso dos rodoviários de Porto Alegre, que declararam estado de greve e pediram a mediação da Justiça do Trabalho.

Presidente Loreni Dias, ao centro, com os diretores Adão Ferreira da Silva e Luiz Paulo Motta

Presidente Loreni Dias, ao centro, com os diretores Adão Ferreira da Silva e Luiz Paulo Motta

O Sindivigilantes do Sul pode seguir o mesmo caminho, se as assembleias confirmarem a rejeição da proposta patronal, e pedir a mediação da Justiça do Trabalho.

Entretanto, isso não significa o ajuizamento de dissídio, para que o impasse seja resolvido num julgamento, mas uma mesa de negociação com a participação do Tribunal Regional do Trabalho e Ministério Público do Trabalho.

As assembleias da capital foram realizadas no auditório do Sindicato dos Ferroviários. As assembleias do interior começam hoje por Charqueadas.

– Assembleia de Charqueadas
Dia: quarta-feira, 11 de março
Horário: 19h
Local: Rua Rui Barbosa, 999, Centro – Charqueadas

– Camaquã
Dia: quinta-feira, 12 de março
Horário: 19h
Local: Rua Bento Gonçalves, 1207, Sindibancários – Camaquã

– Horizontina
Dia: 17 de março
Hora: 19 horas
Local: RS 342, Km 20, no auditório da Associação dos Metalúrgicos de Horizontina.

– São Luiz Gonzaga
Dia: 18 de março
Hora: 19 horas.
Local: Sindicato dos Bancários, Rua Bento Soeiro, 2780, Centro, São Luiz Gonzaga.

Vigilantes, esperamos por vocês, compareçam!

– Texto modificado às 17h09 para acrescentar o valor oferecido para o vale-alimentação e assembleias de Horizontina e São Luiz Gonzaga, que foram confirmadas.

 

CAMPANHA SALARIAL: PREPAREM-SE PARA NOVA RODADA DE ASSEMBLEIAS

Negociação no Sindesp ocorreu terça-feira

Negociação no Sindesp ocorreu terça-feira



A agenda completa da nova rodada de assembleias que o Sindivigilantes do Sul vai realizar, em breve, na capital e no interior, será divulgada assim que forem confirmados os locais onde elas vão acontecer. Estará em discussão a proposta a que se chegou na negociação com a entidade patronal (Sindesp) para a Convenção Coletiva de Trabalho 2020-2021.

Na reunião que aconteceu nesta terça-feira (03) os donos das empresas reafirmaram que não vão apresentar um índice de reajuste salarial, nem mesmo a inflação, que ficou em 4,30 % pelo INPC na data-base da categoria (1º de fevereiro).

Em vez disso, eles mantiveram como proposta uma espécie de bônus, que estão chamando de “prêmio assiduidade”, no lugar do percentual.

Inicialmente, ofereceram R$ 80,00, mas um valor maior está em discussão e será apresentado nas assembleias. Para o Vale Alimentação a proposta é de R$ 21,00.

Prêmio assiduidade

Esse “prêmio assiduidade” seria recebido pelos vigilantes que tiverem, no máximo, duas faltas ao serviço no decorrer do ano. Quando ultrapassar esse limite o vigilante perderia a bonificação daquele mês.

O presidente do Sindivigilantes do Sul, Loreni Dias, considera a situação muito preocupante, pois esta forma de pagar o aumento muda completamente a lógica das negociações até hoje. “Sempre houve um percentual sobre os salários e demais itens remuneratórios, pelo menos o índice da inflação”, lembrou.

Dias afirma que uma decisão tão importante exige um grande comparecimento da categoria nas assembleias, para dizer se aceita proposta a nestas condições. “Contamos com uma grande presença dos vigilantes, essas assembleias vão ser decisivas”, concluiu Dias.

Quem quiser saber mais detalhes, compareça na assembleia!

CLÍNICA CONVENIADA COM O SINDICATO INAUGURA NOVAS INSTALAÇÕES

Diretora Elisa Araújo, à direita, com o médico Cléber Santos Jr e a gestora da clínica, Dina Kunzler

Diretora Elisa Araújo, à direita, com o médico Cléber Santos Jr e a gestora da clínica, Dina Kunzler



Ao completar dez anos de existência, nesta segunda-feira (10), a direção da Clinicentro comemorou o aniversário inaugurando suas novas instalações, na Avenida Borges de Medeiros, número 410, quinto andar, no centro de Porto Alegre.

A clínica médica é conveniada com o Sindivigilantes do Sul, dispondo de atendimento em todas as principais especialidades a preços acessíveis.

“É um convênio muito importante, que abrange as necessidades da nossa categoria na área da saúde, que agora também oferece atendimento odontológico, além das demais especialidades”, disse a diretora Elisa Araújo, que representou o sindicato no evento, na manhã de hoje.

A diretoria e fundadores apresentaram as novas instalações da clínica, que passa a ter uma recepção totalmente nova, além de melhorias nos consultórios e a expansão da área odontológica.

“Nestes dez anos, nossa proposta sempre foi proporcionar uma saúde humanizada e de qualidade, sempre evoluindo”, disse o médico Cléber Santos Júnior, responsável técnico da Clinicentro.

Associados do Sindivigilantes do Sul podem agendar as consultas para desconto em folha, após solicitar autorização no setor financeiro do sindicato, nas seguintes especialidades: cardiologia, fonoaudiologia, neurologia, ortopedia, psicologia, clínica geral, gastroenterologia, nutrição, otorrino, psiquiatria, dermatologia, ginecologia, oftalmologia, pediatria e urologia.

“É uma clínica muito boa, às vezes se consegue marcar a consulta para o mesmo dia, inclusive”, acrescentou a diretora Elisa Araújo.

Também foi anunciada a parceria da Clinicentro com o Clube Dr. Imusa que oferece às pessoas interessadas, mediante uma mensalidade, consultas médicas a preços mais acessíveis, descontos em exames, auxílio internação, academia, seguro de acidentes, entre outras facilidades.

ATENÇÃO: CHEQUES DO PROCESSO DA PEDROSO JÁ PODEM SER RETIRADOS NO SINDICATO

Cheque



O presidente do Sindivigilantes do Sul, Loreni Dias, avisa a todos os beneficiados com valores no processo da Vigilância Pedroso, referente ao posto do Banco do Brasil, que os cheques (nominais) já podem ser retirados no sindicato, a partir da tarde de hoje, quarta-feira, dia 18.  

Cada trabalhador deverá informar dados, como número do CPF, carteira de trabalho, PIS e data de admissão na Pedroso. No final, cada um assinará o termo onde constará o seu crédito líquido.

Pede-se também aos que moram em cidades próximas à capital que procurem vir pessoalmente fazer a retirada, para agilizar os  pagamentos.

Os demais, que estiverem no interior e não puderem vir, devem telefonar e informar sua localização atual, para ser providenciada uma forma do sindicato fazer a entrega do cheque. 

O pagamento  prosseguirá nos próximos dias, em horário comercial, na sede do Sindivigilantes do Sul, à Rua Voluntários da Pátria, 595, 5º andar, no centro de Porto Alegre. 

Foi realizado um esforço muito grande para que esse pagamento saísse antes do Natal e Fim de Ano.

Com o trabalho do sindicato e sua assessoria jurídica, vão ser repassados, no total, cerca de R$ 5,5 milhões a 396 vigilantes, com valores diferenciados conforme o tempo de serviço de cada um.

Somente no último ano, várias as ações coletivas foram ganhas pelo sindicato na Justiça do Trabalho, através da nossa competente assessoria jurídica, botando dinheiro no bolso dos vigilantes.

O resultado costuma ser demorado, porque as empresas recorrem,  mas acontece e têm sido favorável aos trabalhadores, como neste caso da Vigilância Pedroso, que vinha se arrastando há anos.

Parabéns vigilantes, é um presente de fim de ano merecido. Contem com o seu sindicato, estamos sempre fazendo o melhor, tudo que está nosso alcance, por vocês! 

Repetimos abaixo a lista de beneficiados.

ABEL SCARTEZINI

ADAIR JOSÉ DE MOURA

ADÃO JOSÉ PUREZA DE ALMEIDA

ADELAR DO CANTO BOEIRA

ADEMIR JOSÉ DELARMELIN

ADI BONA CARNETTI

ADRIANA PINTO DOS SANTOS

ADRIANA BEATRIS DESCONSI

ADAIR JOSÉ DA SILVA

ADILIO GONÇALVES VIEIRA

ADROALDO QUESINSKI

AIRTON NICOLODI

ALCIONE ATAIDES BICIGO

ALCIONE DA ROSA DUARTE

ALDOIR CELSO SCHMELING

ALADIR CAMARGO DE VARGAS

ALEXSANDRO HOFFMANN

ALEXANDRE WIMMERSHOFF LAPISCH

ALEXANDRE DOS SANTOS

ALEXANDRE DA SILVA LEMOS

ALDOIR FERNANDO RAMOS DE OLIVEI

ALTEMIR PAULO DOS SANTOS

ANDERSON ANDREI ROSA DE SOUZA

ANDRE PALMEIRA KOTH

ANDRE SARZI SARTORI

ANDREMAR DA SILVA PADILHA

ANDREO SILVA LEITE

ANGELA MARIA RODRIGUES DE OLIVEI

ANIBAL ANTONIO CASSOL

ANTONIO KOCHHANN

ANTONIO MARCIO RENNER

ANTONIO OLAIR CARLESSO

ANTONIO BASSURICHI

ANTONIO CARLOS DA SILVA LOURENÇO

ANTONIO CECCHIN

ANTÃO TRINDADE DA SILVA

ALTIDOR SOARES

ARI BASSO

ARMANDO RAIMUNDO COSTA VIEIRA

BERNARDO DE SOUZA OLIVEIRA

CARLOS ALBERTO AIRES TRINDADE

CARLOS ALBERTO DENARDO

CARLOS ALBERTO GARCIA

CARLOS ALBERTO SARAIVA SOARES

CARLOS ALEXANDRE BATISTELLO BAR

CARLOS GILBERTO FERRARI

CARLOS HAMILTON UMPIERRE DE ASS

CARLOS RODNEY MOYANO NUNES

CARLOS TEODORO CAURIO CARVALH

CASSIANO SPEROTTO

CATIANO LAZARETTI

CELSO ZANCHIN

CELSO WELTER

CELIO ROBERTO ISRAEL DA SILVA

CELSO EDSON MACHADO VOESE

CEZAR BAGGIO

CESAR CARLOS SCHUMACHER

CESAR LEANDRO SCHUSTER

CESAR LEANDRO DA SILVA

CEZAR AUGUSTO ARAUJO XAVIER

CIPRIANO TADEU ARAUJO DOS SANTO

CHARLES MACHADO CASSERES

CLAIRTON PAULO SPOHR

CLAUDIO CESAR BACCIN

CLAUDIOMIRO ARUDA DE LIMA

CLAUDINEI DE FRANCHESCHI

CLAUDINEI REISDORFER

CLAUDIR ANTONIO GOMES DE SOUZA

CLAUDIO LUCIANO MARQUES

CLAUDIO MARCIO FREITAS MELLO

CLAUDIR GILVANE FISCHER

CLECIO ALBERTO WEISS

CLEBER ALVAIR DA SILVEIRA

CLEBER NARESSI MALAVOLTA

CLERI FERREIRA DOS SANTOS

CLAUDEMAR RITERBUSCH

CRISTIANE MOREIRA SILVEIRA

CRISTIANO MARTINS BRANDÃO

CRISTIANO MEDEIROS GIL

DANIEL PITTERINI

DANIEL QUEVEDO

DANIEL BARRIOS DO ROSÁRIO

DANIEL REBELATTO

DANILO JOSÉ BOCCHI

DALVIM MACHADO DA SILVA

DARCI BEGINI

DARCI JOEL SILVEIRA DA LUZ

DAVI VOGT

DAVID LUIZ ZOTTIS

DAVI RICARDO LINCK ENGSTER

DAVI GILBERTO PIATROWSKI

DAVID BOLPE

DEBORA CLAUDETE MULLING VORPAGEL

DEBORA REGINA GRUBER

DEIVIS CORREA LOUREIRO

DELMAR JOSÉ SOBIESKI

DELFINO DORNELLES DA SILVA

DEOCLECIO JOSE PAGNUSSATT

DIANA CANAL POZZEBON

DILMAR RENATO POMIECINSKI

DINACIR DA ROCHA PASSOS

DIEGO NEILOR AULER

DIEGO SANTOS BALSEMÃO

DILSON JOÃO TOEBE

DILAMAR ANTONIO DUTRA DA SILVA

DOMINGOS VERONESE

EDER AGOSTINI

EDEMAR LUIZ GONCALVES

EDILBERTO BRAATZO

EDIRSON MACHADO OLIVEIRA

EDGAR SANTO DE MOURA

EDSON DIRCEU NIED

EDSON FERNANDO RICHELL

EDUARDO SEGABINAZZI

ELCIO SANTOS DE MOURA

ELISANDRO DE SOUZA PADILHA

ELODIR DAMIÃO

ELISEU CLAUS

ELIAS PINTO AQUINO

ELOI SILVEIRA DE CAMARGO

ELOIR DA SILVA FREITAS

ELTON RODRIGUES NEDEIROS REBEL

EMERSON BORGES GOMES

ENIO ANGELO WEGNER

ENIO FRANCISCO BARCELOS ROSA

ENO JOSE SIMIANER

ERLEI FERRARI DA FONSECA

ERMES JOSE LEMES FERNANDES

EURIDES DE OLIVEIRA CARDOSO

EVALDO BUENO DE MOURA

EVERALDO FREITAS DE FREITAS

EVANDRO LUIZ GUSBERTI

EVERSON ALEXANDRE DA SILVA

EVERTON BEGINI ROSSET

FLAVIO VERGINIO FACCIO

FRANCO LUIZ DA SILVA

FABIO DO NASCIMENTO SANTANA

FABIO SCHULTZ DOS SANTOS

FERNANDA DENISE ROMEIRO ALVES

FERNANDO DE ABREU DIAS

FERNANDO DAMIN

FLADIMIR PEDROSO DE BASTOS

FLAVIO JOSE MULLER

FLORENTINO MOREIRA

FRANCISCO ASSIS PEREIRA BENITES

FRANCISCO DILERMANDO PARIZOTTO

GEAN CARLO MACHADO

GENI BARBON

GERALDO LUIZ SPERAFICO

GERSON LUIZ ALVES

GILBERTO ESMOLARK VIEIRA

GILBERTO MATIELO

GILMAR DOS SANTOS VASCONCELOS

GILMAR PEROTONI BARRETO

GILVAR ELESSANDRO LUCAS PINTO

GLAUCO FERNANDO NUNES DA COST

GLENIO ARTUR BORSTMANN

GERALDO BAPES

GERSON ESPANHOL

HENRIQUE PEDRO PETRINI

HERTON RICHERT

HELIO KREITSCHMANN

IGUEMAR BENTO CAVALHEIRO

GERDA KEMPF

ILSEU JOSE RODRIGUES

ISMAEL PEREIRA

ISRAEL DIAS ABREU

INESIO JOSE GRUB

IEDA MARIA ZIMMERMANN

IVAN ANTONIO SCHMIDTT

IVAN COPINI

IVAN MACHADO ROSA

IVAN MARCIO DE CAMPOS MELLO

JAEL NUNES CAVALHEIRO

JAIR ARUDA DE LIMA

JANDIR GRITTI

JADER WILDE CAMARA

JAIR ANTONIO FINATO

JAIR EDSON ZANELLA ERTHAL

JARBAS FERNANDO LOPES DE MORAE

JAURI BATISTA DOS SANTOS

JACKSON LENZ DA SILVA

JAIME PRESTES BELMONTE

JEFERSON LUIS BRITO FREITAS

JERRI DARLANO PUCI DA ROSA

JOAO ADRIANO PINHEIRO PACHECO

JOAO BATISTA NICHELE

JOAO ARI RICLISKI

JOAO DA SILVA SANTOS

JOAO PEDRO DO NASCIMENTO

JOAO PAULO PEREIRA DO AMARAL

JOAO JOARES DA SILVA NEVES

JOAO NOE ALVES

JOAO FRANCISCO APOLINARIO

JOAO CARLOS MARQUESIN

JOCEMAR NARDO SOARES

JOHN MARCEL DE ALMEIDA

JOCIMAR NUNES PRUSS

JOECI ANTONIO DO PRADO BORGES

JOSE ONIRO MORAES BECK

JOSE AIRTON CASTILHOS GONCALVES

JONES ANTONIO ROSSETI

JORGE DILSON DUARTE

JORGE ALBERI DOS SANTOS

JORGE ELOI MAFFI

JORGE LUIZ DOS SANTOS

JORGE LUIZ PORTEL DA SILVA

JOSE ALTAIR DA ROSA

JOSE ADELAR DOS SANTOS

JOSE GABRIEL DE FREITAS

JOSE MOREIRA PAZ

JOSE VOLMIR CARDOSO

JOSE ROBERTO DE ARAUJO MOTA

JUAREZ DUTRA DOS SANTOS

JUAREZ SENNA DA SILVA

JULIANO RODRIGUES

JULIANO RODRIGUES AYRES

JUNER ALESSANDRO NOBRE PAZ

JUNIOR BARBOSA DA SILVA

JUREMAR DA SILVA SILVEIRA

JUSTINO GONCALVES DA SILVA

LADI DE JESUS MOREIRA

LAURI DOS SANTOS MACHADO

LEO ADAIR FIGUEIREDO

LEO ISERNHAGEN

LIOMAR SILVEIRA MARTINS

LORENA SCHMENGLER

LUCIANO ROSA CARDOSO

LUIS CARLOS AZEREDO

LUIS CARLOS BIASIBETTI

LUIS CESAR PRATES PEREIRA

LUIS MARIO DOS SANTOS RECK

LUIS ALBERTO PINTO MARETOLI

LUIZ ANTONIO LANGONI

LUIZ CARLOS ALEXANDRE SOARES

LUIZ JAIR DA SILVA DUARTE

LAURO JOSE WOLF

LEDIR DE OLIVEIRA MACIEL

LEONI PEDRO FERNANDES DE MATOS

LOIVANE MARCIA TROLAN

LUCIANA BEATRIZ SKLAR

LUIS GILBERTO CHICATTE DE ALMEIDA

LUIS FERNANDO ALVES

LUIZ NEI BORGES

LUIZ ALCINO FREITAS GOMES

LURDES DA ROSA PEREIRA

LUCIANO DE ANDRADE

MAGNUS CRISTIANO DE OLIVEIRA TAV

MAICON FIGUEIREDO

MAQUIEL VIEIRA SCHONINGER

MARCELO DOMINGOS ROSA

MARCIO ANTONIO FERNANDES DA CO

MARCIO DA SILVA RODRIGUES

MARCIO JOEL GARCIA

MARCIO JOEL HOLSCHER ANGELI

MARCIO LOVATO

MARCIO NASCIMENTO DIAS

MARCIO RASCHKE ALVES

MARCIO MARCIANO TONEL

MARCO ANTONIO DOS SANTOS CHAVE

MARCO ANTONIO SARZI

MARCOS FLAVIO DASILVA GONCALVE

MARCOS NEUMANN

MARCO REGERIO DE OLIVEIRA

MARIANO DO NASCIMENTO FURES

MARISETE PERETO

MAURI ROYER

MAURO JOSE GARCIA

MAURO MORESCHI

MATEUS DALLAGNOL DA SILVA

MARCOS ANTONIO DOS SANTOS RECK

MARCOS VINICIUS DA SILVA

MARCOS LIOMAR MULLER BERTOTTI

MARCELO BRUTTI

MARCIO ALEXANDRE GOLZ

MAURO MACHADO DA SILVA

MARCIO DA SILVA

MARIO PEREIRA

MARIO BERTOLDO

MARLISE TERERZINHA DE LIMA

MATEUS BIEGER

MATEUS DE AVILA E SILVA JUNIOR

MAURO CESAR SILVEIRA

MIGUEL ANGELO PRATES NUNES

MILTON GARCIA ZARBIERI

MILTON JOAO FRANTZ

NALDO ZPETH

NEI LUIS PIRES

NEDIO CIVA MATIELO

NELSON GONCALVES DA SILVA

NICOLAU ALTAIR FIGUEIREDO

NILTON ADEMAR RAMIRES DE FREITA

NILTON SMOLSKI

NOSEVAL DA SILVA BASTOS

ODAIR ELISANDRO SCHMITZ

OLAIR COSTA DA SILVA

ORLANDO RODRIGUES VIEIRA

OSMAR DA SILVA

OSMAR ANTONINHO DE CASTILHOS

OTAVIO DE BACCO

OZELAS BOCARTE DE PAULA

PABLO DOERR SIQUEIRA

PARAGUACU PNTO DE BACCO

PAULINHO PARIZOTTO

PAULO CESAR MOHLER

PAULO DE OLIVEIRA

PAULO OLIMPIO THEVES

PAULO RICARDO LOPES DA ROSA

PAULO RICARDO MULLER

PAULO ROBERTO DO NASCIMENTO

PAULO ROBERTO LOPES DE MORAES

PAULO SERGIO ZAMBONI

PAULO CEESAR AGNOLETTO

PAULO ROBERTO DALLACQUA

PEDRO BORTOLINI

PEDRO ERANI DE OLIVEIRA

PALMIRO MENDES PEREIRA

PEDRO LUIZ DA SILVA

PEDRO RODRIGUES DE FREITAS

PEDRINHO ALCIR PINHEIRO BARBO

RAFAEL MARQUES DE OLIVEIRA MELL

RAFAEL RODRIGUES

RANIERI GARROT

REGIS PEREIRA

REJANIO LUIZ WESCHENFELDER

RICARDO FIGUUEIREDO BARBOSA

RENATO ROSALEN

ROBERTO SANTOS DA SILVA

RODRIGO ANTONIO SCAPIN

RODRIGO OLIVEIRA SOARES

RODRIGO PADILHA ANTUNES

ROGERIO FETZNER GONCALVES

ROGERIO MINOZZZO BERLATO

ROGERIO FIGUEIREDO CARVALHO

ROMARIO ADRIANO SARAIVA PEREIRA

ROMEO DE RAMOS BATISTA

RONALDO MENEZES VAN OUDHEUSDE

RONALDO VIERIA BIANCHINI

RONEI COVER

RONIVELTON FLORES DOS SANTOS

ROQUE FERRARI DA SILVA

RUBENS DE MELO RODRIGUES

RUDNEI FRANCISCO KAERCHER

ROBERTO CARLOS LOPES GRAUNKE

SUDI LOURENCO CHAVES

SAMUEL FISCHER

SANDRO GIOVANI DE AZEVEDO

SANTINO JEFERSON DA MOTA

SERGIO FABIANI KLEINERT

SERGIO PARREIRA

SERGIO RAMOS

SERGIO LOPES

SERGIO ZIMMER GOLDSCHMIDT

SIDINEI MATTOS FAVERO

SIDNAME GRAF

SILVANO STUM

SILVIO THEISEN

SILVIO FONTANA

SILVIO LUIS DA SILVA DUTRA

SIMONE BRITES DOS SANTOS

SIRLEI PINTO PEREIRA

SIMEAO DARCI DORNELES

SUAMI OLIVEIRA RIBEIRO

TARCISO EBEL

THEODORO CARLOS GOMES HOSZEN

TARSIO RODRIGO SIEDE

TIAGO JOSE EVANGELISTA

TIAGO MACHADO

TIAGO PEREIRA MARTINS

TIBERIO CESAR DOS SANTOS CHAVES

VANIA TURRA

WAGNER DALMOLIN

VALCI DA SILVA PAULA

VALDEMIR CARLOS DA ROCHA

VALDIR FREITAS DA SILVA

VALDIR OLIVEIRA DA ROSA

VALDIR TRINDADE PEREIRA

VALDOMIRO ERNESTO BOHRZ

VALMIR WELTER KIST

VALTER CLAUDIO LOPES DE OLIVEIRA

VALERIO ALEXANDRE RTZEL

VANDERLEI MARCOS DANIELI

VANDERLEI RODRIGUES

VALDOMIRO WINDEBERG

VANDEIR TAVARES DA SILVA

VANDERLEI DE SOUZA

VANICE NAIR DANIEL MARIN

VERLI SOARES

VILMAR ZOTTIS

VILSO BRESCANSIN

VILSO VALTER HOLZ

VOLNEI BORGES

WILSON JOSE FIORIO

WLADEMIR ILHA CABRAL

 

 

 

VIGILANTE RECEBE INDENIZAÇÃO DE ADVOGADO POR DANO MORAL

Justiça



VIGILANTE RECEBE INDENIZAÇÃO DE ADVOGADO POR DANO MORAL
 
Uma vigilante que trabalha no Foro Central de Porto Alegre vai receber indenização em dinheiro por dano moral de um advogado que a desrespeitou e ofendeu, ao passar pela vistoria na entrada do prédio.
 
Ele é reincidente, pois há um ano vinha se dirigindo de forma agressiva aos vigilantes do posto, desde que os procedimentos de segurança se tornaram mais minuciosos.
 
Neste foro atuam todas as Varas Criminais de Porto Alegre, Varas de Execução, Varas de Infância e Juventude, Juizado Especial Criminal (Jecrim), Juizado Especial Cível (JEC) e os cartórios.
 
Dia 16 de junho, o chefe de segurança do Tribunal de Justiça encaminhou ofício à direção do Foro relatando que a conduta deste advogado vinha “se tornando cada vez mais agressiva, debochada e chegando até mesmo a humilhar os vigilantes terceirizados que prestam serviço ao Foro Central”.
 
Dia 20 de maio, além dos gritos e ofensas à equipe, enquanto era revistado, ele passou a mão na arma da vigilante que é chefe da equipe, uma conduta completamente inapropriada.
 
Apoio do sindicato
 
Em outro episódio, enquanto estava sendo vistoriado por um dos vigilantes, ele tirou o cinto da calça e se dirigiu de forma ofensiva à outra vigilante, que estava fazendo a vistoria de outras pessoas.
 
Inconformada com tanto desrespeito, ela pediu o apoio da assessoria jurídica do Sindivigilantes do Sul, tendo como representante legal o advogado Maurício Vieira da Silva, que encaminhou a abertura de processo judicial contra o ofensor.
 
“Destaca-se que este comportamento reiterado do requerido tem ultrapassado os limites normais enfrentados por qualquer profissional da área de atuação da autora”, afirma a petição inicial do processo.
 
Foi requerida a condenação do réu ao pagamento de uma indenização “a título de dano moral referente ao stress físico, emocional e psicológico ao qual a autora foi submetida, com o agravante do constrangimento sofrido publicamente em sua jornada de trabalho, contribuindo negativamente na realização do mesmo”, diz o documento.
 
Obrigação de tratar com respeito
 
Na audiência que aconteceu dia 14 de novembro, houve um acordo para que o advogado indenize a vigilante com uma quantia em dinheiro, não revelada, além da obrigação de tratá-la com respeito e civilidade de agora em diante.
 
Além da vigilante e do advogado do sindicato, compareceram em apoio à colega o presidente, Loreni Dias, os diretores Fabiano Sanhudo, Ivo Carioca e Elisa Araújo, bem como diversos colegas do Foro.
 
Para a diretora Elisa Araújo, essa foi uma vitória da vigilante e da categoria também, uma vez que são frequentes os casos de desacato aos trabalhadores que fazem a vistoria na entrada de instituições públicas e de bancos.
 
“Que isso sirva de lição, pois somos autoridades no exercício da função e estamos ali para cumprir nosso trabalho e cuidar para que as normas sejam cumpridas, respeito acima de tudo”, disse Elisa.

PROJETO DO GOVERNO PARA APOSENTADORIA ESPECIAL EXCLUI VIGILANTES DESARMADOS E PROPÕE IDADE MÍNIMA DE 60 ANOS

Senador Eduardo Braga falando ao microfone em audiência no Senado

Senador Eduardo Braga (MDB-AM) assinará o projeto



Segunda-feira (04) o Senado deve iniciar a discussão do projeto de regulamentação das aposentadorias especiais que o secretário de Previdência e Trabalho do governo federal,  Rogério Marinho, entregou quarta-feira (30) aos líderes dos partidos.  O texto tem problemas graves, como a exclusão de vigilantes desarmados e a exigência da idade mínima de 60 anos para ter direito a esse benefício. 

O Projeto de Lei Complementar será assinado pelo senador Eduardo Braga (MDB-AM) e terá como relator o senador Esperidião Amin (PP-SC).

Já era de se esperar que viria algum prejuízo sério para os vigilantes no projeto, pois a intenção do governo sempre foi impedir, na reforma da Previdência – PEC 06/2019, a aposentadoria especial por periculosidade.

Porém, uma emenda do senador Paulo Paim (PT-RS), no final da votação da reforma, impediu a proibição da aposentadoria e houve um acordo com as lideranças do governo na casa.

Ficou combinado que o governo apresentaria, antes da promulgação da reforma da Previdência, um projeto de aposentadoria especial para os vigilantes e outras categorias em atividades de risco, como mineradores de subsolo e eletricitários que trabalham com alta tensão.

Uso permanente de arma de fogo

Mas o projeto que chegou para a análise dos senadores propõe, entre outras coisas danosas aos vigilantes, que somente tenham direito ao benefícios especial os vigilantes “em que se exija o uso permanente de arma de fogo como condição indispensável para o seu exercício”, ou seja, somente os vigilantes que trabalham armados.  

O projeto exclui totalmente os vigilantes que atuam desarmados da condição especial, conforme §4º, II ,do Projeto. 

E mais, mesmo para os que trabalham armados, o uso de EPI (colete balístico, por exemplo), pode retirar o enquadramento como especial. 

Novo golpe contra os vigilantes

Ele também diz que para se aposentar o vigilante vai precisar dos 25 anos de contribuição e 60 anos de idade, no mínimo. Hoje, não existe essa idade mínima como requisito para a aposentadoria especial dos vigilantes. .

Já na prorrogação do jogo, o governo de Bolsonaro tenta um novo golpe nos vigilantes através de um projeto diferente do que havia combinado com a categoria.

Nos dias de hoje, Brasil afora, morrem mais vigilantes em postos desarmados que em postos armados. Na terra do líder do governo, Senador Fernando Bezerra (PE), por exemplo, há menos de 60 dias, um vigilante foi morto de forma cruel  trabalhando desarmado no Metrô de Recife. 

Vigilante pode estar trabalhando desarmado numa hora e na outra hora, no mesmo posto de trabalho, trabalha armado.

Por isso é importante que a categoria entenda que é hora de ir a luta para modificarmos esse projeto,caso contrário pode esquecer a tão sonhada aposentadoria especial .

União e mobilização

Em 2012, quando da regulamentação dos nossos 30% de periculosidade o Ministério do Trabalho e os patrões queriam excluir os vigilantes desarmados. Mas nossa união e  mobilização sepultou e derrotou a maldade. 

Desta vez não vai ser diferente, começa agora a mobilização contra a exclusão do vigilante desarmado e outras maldades do projeto. A direção da CNTV e nossos sindicatos já estão todos mobilizados para modificar esse texto e garantir benefício idêntico para toda a categoria, sem exceções.

Cada vigilante é responsável por cobrar dos senadores e Deputados dos seus estados que não permitam que nosso direito seja jogado pelo ralo por este governo que só olha com carinho para os patrões .

ARMADOS OU DESARMADOS, SOMOS TODOS VIGILANTES! 

Em qualquer tipo de serviço, CORREMOS RISCO! 

EXIGIMOS QUE NÃO EXCLUAM DOS VIGILANTES DESARMADOS O DIREITO À APOSENTADORIA ESPECIAL. 

Fonte: Sindivigilantes do Sul, com informações da CNTV e Sindicato dos Vigilantes de Manaus.

O BAITA PREJUÍZO DA REFORMA TRABALHISTA PARA OS VIGILANTES 12 x 36

Reforma trabalhista site



Entre os mais prejudicados pela reforma trabalhista estão os vigilantes da escala 12 x 36, ou seja, a maioria.

A Lei 13.467 de 2017, que implantou a reforma, derrubou a Súmula 444 do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Com isso, esses vigilantes perderam o pagamento em dobro dos domingos e feriados, o pagamento da hora noturna prorrogada (hora extra após as 5 horas) e uma hora de intervalo intrajornada. Um baita prejuízo. 

Mas não foi só isso.

Foram modificados ou anulados pela reforma MAIS DE 100 artigos da CLT, com muitas perdas para todos os trabalhadores e trabalhadoras.

Por exemplo, o parcelamento das férias em até três períodos e o fim da obrigatoriedade da homologação das rescisões no sindicato. Isso,  nós conseguimos garantir aos associados, pelo menos, na negociação da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT).

Essa reforma teve o apoio total e o voto A FAVOR do presidente Bolsonaro, que era deputado em 2017.  Como se não bastasse, agora, ele quer implantar a reforma da Previdência, que acaba com a nossa aposentadoria especial.

NÓS AVISAMOS a categoria para os prejuízos que teríamos e participamos de todos os protestos contra essa reforma e da Previdência também.

Mas muitos vigilantes duvidaram do nosso alerta. Fomos, inclusive, muito atacados e xingados nas redes sociais porque denunciamos esse assalto ao bolso do trabalhador.

“Nos chamaram de baderneiros ou coisas até piores. E quando estávamos protestando nas ruas, com os outros sindicatos, passavam motoristas nos chamando de vagabundos”, lembra o presidente do sindicato, Loreni Dias.

ESTÁ AÍ O RESULTADO DA REFORMA TRABALHISTA. E AGORA, QUEM TINHA RAZÃO?

Prometeram dois milhões de empregos já em 2018. Cadê os empregos?

Que isso sirva de lição: não se pode confiar NUNCA no empresariado e em quem está do lado dos empresários.

Duvide sempre dos pelegos que atacam seu sindicato e defendem as pautas dos inimigos dos trabalhadores, como a famigerada reforma da Previdência.

Trabalhador precisa ter CONSCIÊNCIA DE CLASSE e apoiar só quem defende a classe trabalhadora. 

Já falamos muito da reforma trabalhista quando tramitou o projeto e nossos advogados explicaram as mudanças da CLT nas assembleias.

Porém, como alguns ainda têm dúvidas, é necessário esse esclarecimento. Para entender melhor, clique no link e leia a explicação deste site jurídico.

https://millenamartins.jusbrasil.com.br/artigos/574656918/reforma-trabalhista-e-a-sumula-n-444-do-tst

Sindivigilantes do Sul – 09/10/2019