Arquivo da tag: fake news

EM ÉPOCA DE NEGOCIAÇÃO COLETIVA, ABRA O OLHO COM OS EMBUSTEIROS

Imagem ilustrativa

Imagem ilustrativa



Todos os anos é a mesma coisa, aproxima-se a data de negociação da Convenção Coletiva e levantam-se as vozes, dos mesmos embusteiros de sempre, para propagarem ataques ao sindicato e sua direção, com a única intenção de colocar a categoria contra o sindicato no momento em que mais se precisa de mobilização e união da categoria para mostrarmos força contra a patronal.

Esses embusteiros usam da divulgação de noticias falsas, as chamadas “fake news” além de calunias, mentiras e ataques à pessoa do presidente do Sindicato e sua direção, com única intenção de enfraquecer o Sindicato para que a negociação NÃO traga avanços e benefícios a toda a categoria. E POR QUE FAZEM ISSO?

A resposta é simples, na cabeça dos embusteiros, se a diretoria não conseguir uma boa Convenção Coletiva levaria desvantagem em uma nova eleição sindical, ou seja, esses opositores à direção do sindicato fazem o diabo para tentar alcançar seus objetivos, mesmo que isso cause prejuízos a toda a categoria, pois não estão preocupados com os vigilantes e sim com seus interesses políticos e de poder.

Importa destacar que em suas falas os embusteiros nunca atacam a patronal e suas propostas, pelo contrario, seu foco não é a proposta imoral feita pela patronal, mas sim atacar a direção do sindicato usando o mesmo e velho discurso: “que não é possível falarem nas assembléias”; “que a convenção já estava assinada mesmo antes de aprovação pela categoria”; “que há cláusulas que não foram levadas a conhecimento da assembléia”.

Sem contar que adoram usar do discurso de serem contra qualquer proposta de custeio do sindicato pois usam dessa bandeira para tentar induzir a categoria a não contribuir com seu sindicato, como se fosse possível qualquer entidade se manter sem qualquer fonte de custeio.

Não da mais para se deixar ser enganados(as) por esses embusteiros, a categoria tem que dar um basta a eles.

Nas próximas assembléias usem seu senso crítico e não se deixem enganar por quem fica divulgando noticias e ataques contra a direção do sindicato em grupos de Whatsapp e/ou Facebook. Compareçam às assembleias e se mobilizem para mostrar à patronal que somos uma categoria unida e forte, pois somente assim poderemos avançar nas conquistas de melhores condições de trabalho.

Loreni Dias – Presidente
Sindivigilantes do Sul

 

INTERNET E REDES SOCIAIS NÃO SÃO TERRA SEM LEI – COMPARTILHAR OFENSAS E MENTIRAS TAMBÉM É CRIME

whatsapp-texting-chat-communication site



A liberdade de expressão é um direito constitucional e deve ser garantida a todos. Todavia, a lei prevê limites e punições a quem usa de mentiras e ataques mascarados de “liberdade de expressão”.

É cada vez mais comum e crescente, dentro da nossa categoria, o uso das mídias sociais, a exemplo do Whatsapp e Facebook. É muito saudável quando tais meios são utilizados para compartilhar e divulgar informações.

Contudo, temos observado que algumas poucas pessoas passaram a usar dessas mídias para fins escusos, tais como ofender, caluniar, difamar e atacar a honra de colegas e até mesmo de membros da direção do sindicato, valendo-se de noticias falsas.

Ocorre que, quem não tem o cuidado para averiguar se a notícia/postagem ou áudio é verdadeiro; se a mesma não se trata de “fofoca” caluniosa, saiba que já comete um grande erro em dar prosseguimento ao seu compartilhamento, passando a correr o risco real de ser responsabilizado criminalmente!

O compartilhamento de falsas notícias, boatos e outras calúnias, sobre qualquer pessoa, é uma forma de linchamento moral, devendo diferenciar-se o que é liberdade de expressão que em nada se confunde com a falsa perspectiva de “liberdade para caluniar”

Não é raro ver pessoas que inclusive cometeram suicídio em razão de terem sua honra e moral atacadas por postagem caluniosas.

Esse tipo de postagem só desconstrói a democracia e leva à ignorância.

Não seja veículo da propagação da inverdade, do mal! Use a liberdade de expressão para defender a verdade, não a mentira.

Maurício Vieira da Silva – Advogado
Assessoria Jurídica do Sindivigilantes do Sul
(Young Dias Lauxen & Lima Advogados Associados)