COM APOIO DO SINDICATO, VIGILANTES DA JOB PROTESTAM E PARALISAM TOTALMENTE O TRABALHO NO CAFF

Vigilantes do Caff fizeram paralisação e manifestação, ontem (26)

Vigilantes do Caff fizeram paralisação e manifestação, ontem (26)



Atendendo à convocação do sindicato, feita ontem (25), os vigilantes da JOB paralisaram as atividade e ninguém está trabalhando, hoje (26) no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), em Porto Alegre. Cedo, por volta das seis horas da manhã, o presidente do sindicato, Loreni Dias, diversos diretores e diretoras, já estavam na portão de entrada mobilizando os trabalhadores para o protesto contra o atraso do décimo-terceiro salário. Nenhuma parcela foi paga até agora.

Compareceu também o advogado Maurício Vieira da Silva, da assessoria jurídica do sindicato. Ele, o presidente e uma comissão de vigilantes tiveram uma reunião com a direção do Caff. Mais uma vez, o sindicato solicitou o bloqueio da fatura e o pagamento direto aos trabalhadores, mas como da outra vez, dia 08 de novembro, de novo o diretor do Caff não quis tomar nenhuma atitude.

Por isso, o assessor jurídico já está providenciando uma petição ao plantão judiciário, uma vez que  a Justiça está em recesso,– para que o juiz determine o bloqueio da fatura e o pagamento direto do décimo-terceiro pelo Caff aos trabalhadores. Também há vários meses a empresa não deposita as parcelas do Fundo de Garantia dos funcionários e diversos estão com a reciclagem atrasada.

O presidente Dias orienta também que todos os vigilantes da JOB compareçam com urgência no sindicato para encaminhar a rescisão indireta do seu contrato com a empresa, uma vez que o contrato da JOB com o Estado se encerra dia 28. Devem trazer a carteira do trabalho e o extrato analítico, que pode ser tirado na Caixa Econômica Federal, e apresentar os documentos no Sindivigilantes do Sul.

Com a rescisão indireta, que se move contra os maus patrões, os vigilantes garantem o recebimento das verbas rescisórias, inclusive a indenização de 40% sobre o FGTS, a baixa na carteira e o encaminhamento para o seguro desemprego.

No final da manhã, tivemos a informação de que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e direção do Caff estão reunidos discutindo o assunto.

Veja mais imagens na nossa página no Facebook. Clique aqui.

Veja vídeo clicando aqui.

SINDIVIGILANTES DO SUL – 26/12/2018